31/01/2012

Leide e Emanuel - 28/01/2012

No fim da tarde a chuva deu uma trégua e o sol até ameaçou soltar uns raios brilhantes sobre a capela do Alpendre. Do jeito que a noiva Leide queria! Que bom que parou de chover!
A cerimônia foi linda e os noivos festejaram ao lado de familiares e amigos com muita alegria!

Desejo que sejam muito felizes nesta nova etapa da vida! Que Deus abençoe!


Cristaleira com lembrancinhas

Pão de mel


Lounge no quiosque


Lounge no quiosque




Para melhor aproveitar o espaço para os convidados, foi montada uma tenda sobre a área da piscina




Árvore francesa com flores Lisianthus


Decoração do Gilson, Flores Fujimoto

Arranjos com flores lisianthus, margaridinhas, rosas, alstromélias, lírio e boca-de-leão.
Na coluna de vidro copos de leite e no chão folhas de ficus e gérberas.
 


Noivinhos da Ana Bessa














Buquê da noiva de rosas colombianas
Make Up: Beth Lima Stúdio









24/01/2012

Nathália e Caique - 25/11/2011

Fotógrafo Carlos Sobreira:

"Nathália e Caique, meu Deus que casal lindo, mais a principal beleza deles é a interior,  como eu disse no post do ensaio deles, ela é a doçura em pessoa, e ele um galã de um sorriso lindo.

A Nathália se arrumou na nossa querida amiga Beth Lima, o  casamento foi realizado no Convento Santa Clara, a filmagem ficou por conta do querido amigo José Henrique, tivemos ainda o privilégio de trabalhar pela primeira vez com a cerimonialista Rita Martins, um amor de pessoa e uma profissional espetacular.

Como esse post vai ser com muitas fotos pra vocês ver, vou parando por aqui e deixando vocês com as fotos."

 
Clique aqui para ver as lindas fotos deste casamento, feitas pelos fotógrafos Carlos Sobreira e Gricielli Sobreira.


22/01/2012

Keliana e Celso - 21/01/2012

Morena e Celsinho.
Assim os amigos e familiares do casal costumam chamar os noivos.
Eles estavam encantadores! A felicidade estampada em seus rostos refletiam os oito anos de união que finalmente se concretizava com o tão esperado casamento.
"Adoramos o seu trabalho!" Este foi o meu prêmio ao final do evento, além da sensação de que este será um daqueles casais que completarão anos e anos de felicidade juntos!

Que Deus abençoe!









 



























16/01/2012

Muito além da cerimônia...

Confira hoje a história de Miguel e Clara.
Envie seu comentário e/ou sugestão para novos temas para contato@ritamartinscasamentos.com.

Imagem Internet: Blog Ágape-amorverdadeiro.

Miguel e Clara estão casados há seis anos.

Ele trabalha como vendedor externo em uma empresa e tem que visitar vários clientes por dia. Ela trabalha em um escritório e administra a carreira com os cuidados que dispensa à sua filha, a pequena Júlia de três anos.

Considerando o tempo de namoro, noivado e casamento, Miguel e Clara estão juntos há mais de dez anos. Porém, há algum tempo eles já não são mais o mesmo casal de antes. Ambos trabalham muito e seu foco tem sido o trabalho e a filha. Como chegam muito cansados em casa, pouco conversam e colocam toda a atenção na Júlia. Assim, foram se distanciando cada vez mais. Sentiam-se infelizes, mas ninguém falava sobre o assunto.

Até que um dia, ao visitar uma cliente, Miguel se deparou com uma sensação estranha: sentiu-se atraído por ela. Na semana seguinte, sentiu novamente a mesma atração, e sentiu ainda que era recíproco, e quando percebeu, estava apaixonado por ela. Laura, além de ser uma mulher muito bonita, o fazia rir e ouvia atentamente suas informações sobre o produto que vendia, mas também se atentava quando ele falava sobre si próprio.

Miguel e Clara que já estavam distantes um do outro no relacionamento, se distanciaram ainda mais. Clara percebeu que o marido andava estranho e na menor das discussões que tiveram, Miguel viu a oportunidade de lançar sobre a esposa o que sentia: “Pois saiba que não te amo mais! Vou embora!”. Clara ficou atônita, não esperava a reação do marido. Trancou-se no quarto e chorou muito, sentindo-se sozinha.

Miguel pensou consigo que agora teria o “caminho livre” para ficar com Laura, a mulher que o havia encantado nos últimos meses. Mas antes de sair de casa, Miguel olhou para algo que via todos os dias, mas não enxergava: o porta-retratos sobre a estante com a foto da sua família. Olhou para a imagem da pequena Júlia e pensou: “O que estou fazendo??”

Sentou-se no sofá com a foto nas mãos e ficou pensando em tudo, em toda a sua vida até aquele momento e lembrou-se de todos os momentos bons que havia passado ao lado de Clara, nas dificuldades que enfrentaram juntos e na alegria que sentiram quando souberam que seriam pais.

Clara, por sua vez, enquanto chorava, também pensava em tudo, principalmente no que havia acontecido com suas vidas. Algumas horas depois, resolveu sair do quarto e se deparou com o marido na sala também chorando. Disse a ele que podia ir embora, mas que antes precisava ouvir tudo o que ela tinha a dizer, e desabafou suas tristezas, mas também o quanto o amava. Miguel fez o mesmo, e reconheceram que ambos erraram um com o outro.

Perceberam então que a correria do dia a dia fez com que fossem considerando tantas outras prioridades na vida e se esquecendo um do outro. Comprometeram-se a dar mais atenção, ouvir e amar um ao outro, como no início do relacionamento. Miguel solicitou transferência do setor para não visitar mais a cliente. Clara passou a dar mais atenção ao esposo e não somente à filha. Perceberam juntos, mas ainda em tempo, que o amor é como uma planta, se não é cultivado, um dia morre.

A infidelidade inicia no pensamento e no coração. Tenha atitude para mudar e não permitir que ela se inicie dentro de você, e lembre-se do que prometeu em seu casamento: “Prometo ser fiel...”

As histórias contadas nesta coluna são fictícias. Qualquer semelhança com um caso real é mera coincidência

09/01/2012

Muito além da cerimônia...

Com o objetivo de ajudar as mulheres casadas em seus relacionamentos conjugais, Rita Martins inicia em seu site esta nova coluna "Muito além da cerimônia", que trará textos abordando vários aspectos da vida de um casal e orientações para que tenham um relacionamento cada vez melhor. Este é o primeiro artigo, aproveite e após a leitura, envie seu comentário e/ou sugestão para novos temas para contato@ritamartinscasamentos.com.


Imagem Internet

“Eu te recebo, e te prometo ser fiel, na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, amando-te e respeitando-te todos os dias de minha vida”.

Helena e Davi estavam juntos há três anos quando resolveram se casar.

A cerimônia foi linda e na festa todos admiravam a alegria e o amor do casal. Tudo aconteceu como sempre sonharam!

Voltaram da viagem de lua de mel muito felizes e satisfeitos pelo início desta nova fase em suas vidas.

Porém, após dois meses vivendo em sua nova residência, este jovem e feliz casal já não estavam mais tão felizes, muita coisa havia mudado. Inexplicavelmente começaram a brigar e discutir por coisas que antes não discutiam. Irritavam-se facilmente um com o outro e antes de completar um ano de casados, em uma das brigas, se exaltaram tanto que chegaram a falar em divórcio.

Assustados com toda aquela situação e sem saber o que fazer, Davi deu o primeiro passo, respirou fundo, e sugeriu à Helena que se sentassem e conversassem melhor antes de tomarem uma decisão tão séria.

E foi no meio da conversa que descobriram algo revelador: ambos estavam imensamente frustrados um com o outro. Davi, ao se casar com Helena, tinha a enorme expectativa de que ela fosse uma profissional de sucesso como ele, para que pudessem crescer profissionalmente juntos e assim, adquirir bens para a família. Helena, por sua vez, queria sim continuar trabalhando, mas esta não era sua prioridade, seu foco era na casa e na família, queria se dedicar principalmente como esposa e dona de casa e sonhava com o dia em que seria mãe. Conforme foram conversando, foram se entendendo e respeitando o desejo e as diferenças um do outro.

Davi entendeu e respeitou os desejos de Helena, e se comprometeu a ajudá-la mais com os afazeres de casa. Helena, por sua vez entendeu os objetivos de Davi e se comprometeu a ser uma pessoa mais econômica e ajudá-lo nas finanças da casa para que conseguissem aumentar seus bens e ter uma vida financeiramente confortável.

Faz cinco anos que Helena e Davi estão casados. Hoje eles estão muito felizes e realizados. Helena está grávida e esperam com ansiedade e alegria a chegada de Júlia.

As brigas ainda acontecem, mas com menos freqüência que no início. Desde aquela última discussão que quase acabou com o casamento, eles sempre procuram conversar e dizer abertamente um ao outro o que pensam e principalmente o que sentem. Eles acreditam que sem o diálogo que iniciaram naquele dia triste, talvez hoje não estivessem mais juntos, nem tão felizes!

Tenha o diálogo como uma prática constante em seu relacionamento. Saiba comunicar-se com seu companheiro, diga o que sente e quais são seus objetivos. Nunca tenha a convicção de que "ele sabe o que eu quero e o que sinto". Se você não falar de forma clara e objetiva, provavelmente ele não vai saber. Saiba também ouvir seu companheiro e entender e respeitar o que ele pensa, sente e almeja para sua vida.  Desta forma você conseguirá cada vez mais cumprir o que prometeu em seu casamento: “Prometo te respeitar”.


As histórias contadas nesta coluna são fictícias. Qualquer semelhança com um caso real é mera coincidência.

03/01/2012

Danielli e Sérgio - 17/12/2011

E se chover??
Dezembro sempre chove...
Se chover vai ficar apertado...
Mas não choveu!!

Eis que em meados de dezembro de 2011, quando as chuvas são muito comuns, realizo um lindo casamento no campo, sob um céu estrelado e uma noite fresca e muito agradável, como há muito eu não via! Foi lindo!

Desejo que a vida de vocês seja tão iluminada quanto foi aquela noite. Sejam felizes!

Fotos do Fotógrafo Fábio Pedro.